A ESTRELA AMARELA... UM FATO MUITO TRISTE...

Tem coisas que temos a obrigação de divulgar sempre....

Há 82 anos, no dia 12 de novembro, durante a era nazista, as autoridades alemãs reintroduziram o uso da insígnia judaica como elemento-chave em seu plano de perseguir e, eventualmente, destruir a população judaica da Europa.
Eles utilizaram o distintivo não apenas para estigmatizar e humilhar os judeus, mas também para segregá-los, observá-los e controlar seus movimentos.
O distintivo também facilitou a deportação dos israelitas.
Em um memorando de maio de 1938, o ministro da propaganda nazista, Josef Goebbels, foi o primeiro a sugerir uma "marcação geral" que identificasse os judeus alemães.
O chefe da Polícia de Segurança, Reinhard Heydrich, reiterou esta idéia durante uma reunião com Herman Göring no dia 12 de novembro de 1938, ocorrida pouco depois da Noite dos Cristais, quando em toda a Alemanha se incendiaram sinagogas e lojas de propriedade judaica foram depredadas... Heydrich escreveu:
"Todo judeu nos termos das Leis de Nuremberg deve usar um determinado distintivo. Essa é uma possibilidade que facilita bastante muitas outras coisas."
Para o regime nacional-socialista, mais tarde a medida facilitaria sobretudo a localização dos judeus e sua deportação para campos de concentração, não só na própria Alemanha.
Os alemães implementaram um sistema complexo de identificação de insígnias para detentos em campos-de-concentração, geralmente consistindo na superposição de triângulos invertidos [a Estrela de Davi] cuja cor denotava a categoria do prisioneiro.
Judeus encarcerados em campos foram marcados com dois triângulos amarelos sobrepostos formando uma estrela de Davi. Feitos de tecido, estes distintivos eram costurados nos uniformes usados pelos prisioneiros nos campos.
Outras categorias de prisioneiros eram identificadas por um triângulo vermelho (presos políticos), verde (criminosos), negro (anti-sociais), pardos (ciganos, inicialmente eles eram de cor preta), e rosa (homossexuais), dentre outros.
Temos que divulgar a nossa história, pois lamentavelmente, ainda existem muitos que não acreditam no que ocorreu.
Curta e compartilhe!!
Que as nossas estrelas sejam apenas as lindas luzes que iluminam o céu, e claro, a nossa estrela Azul e Branca ( Maguen David) que é um dos símbolos judaicos.






Comentários

Postagens mais visitadas