Pular para o conteúdo principal

A ESTRELA AMARELA... UM FATO MUITO TRISTE...

Tem coisas que temos a obrigação de divulgar sempre....

Há 82 anos, no dia 12 de novembro, durante a era nazista, as autoridades alemãs reintroduziram o uso da insígnia judaica como elemento-chave em seu plano de perseguir e, eventualmente, destruir a população judaica da Europa.
Eles utilizaram o distintivo não apenas para estigmatizar e humilhar os judeus, mas também para segregá-los, observá-los e controlar seus movimentos.
O distintivo também facilitou a deportação dos israelitas.
Em um memorando de maio de 1938, o ministro da propaganda nazista, Josef Goebbels, foi o primeiro a sugerir uma "marcação geral" que identificasse os judeus alemães.
O chefe da Polícia de Segurança, Reinhard Heydrich, reiterou esta idéia durante uma reunião com Herman Göring no dia 12 de novembro de 1938, ocorrida pouco depois da Noite dos Cristais, quando em toda a Alemanha se incendiaram sinagogas e lojas de propriedade judaica foram depredadas... Heydrich escreveu:
"Todo judeu nos termos das Leis de Nuremberg deve usar um determinado distintivo. Essa é uma possibilidade que facilita bastante muitas outras coisas."
Para o regime nacional-socialista, mais tarde a medida facilitaria sobretudo a localização dos judeus e sua deportação para campos de concentração, não só na própria Alemanha.
Os alemães implementaram um sistema complexo de identificação de insígnias para detentos em campos-de-concentração, geralmente consistindo na superposição de triângulos invertidos [a Estrela de Davi] cuja cor denotava a categoria do prisioneiro.
Judeus encarcerados em campos foram marcados com dois triângulos amarelos sobrepostos formando uma estrela de Davi. Feitos de tecido, estes distintivos eram costurados nos uniformes usados pelos prisioneiros nos campos.
Outras categorias de prisioneiros eram identificadas por um triângulo vermelho (presos políticos), verde (criminosos), negro (anti-sociais), pardos (ciganos, inicialmente eles eram de cor preta), e rosa (homossexuais), dentre outros.
Temos que divulgar a nossa história, pois lamentavelmente, ainda existem muitos que não acreditam no que ocorreu.
Curta e compartilhe!!
Que as nossas estrelas sejam apenas as lindas luzes que iluminam o céu, e claro, a nossa estrela Azul e Branca ( Maguen David) que é um dos símbolos judaicos.






Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEGULOT... VOCÊ ACREDITA??? O QUE É ISSO???

Segulot Nesta época do ano (período próximo do ano novo judaico) e em todas as luas cheias as pessoas costumam enviar correntes de Segulot por mensagens. Mas o que seria isso exatamente? Etimologicamente segulot significa tesouro e é nesse sentido que é usada na Torá, quando se refere ao povo de Israel, como Am Segula.... povo escolhido. Popularmente entende-se segulot como palavras ou atos que tenham por finalidade contribuir de alguma forma para remediar ou curar o corpo ou a alma da pessoa.  É uma espécie de Tefilá (oração) que expressa concretamente , com base em desejos de fé (emuná) e confiança de que um indivíduo fortalece sua conexão com Deus. Em hebraico , a palavra Segulot, significa remédio espiritual. São apenas 28 palavras que têm um força poderosa de cura, limpeza e proteção.  É como se fosse um mantra ou uma oração falada que age como uma ferramenta mística do espírito. "Deus, nosso Divino Pai e Criador, por favor,  ande pela minha casa

ANA BECOACH... JÁ OUVIU FALAR?

ANA BEKOACH... JÁ OUVIU FALAR? Ana Bekoach é uma prece que segundo os cabalistas, das mais poderosas que tem. Ela possui uma sequência de letras hebraicas que circundam os reais poderes da criação. Ana Bekoah (lê-se ANA BEKOAH, com um “E” breve, um “O” fechado e um “H” como se fosse um r) É construída partir de 42 letras que fazem a conexão com o nome de DEUS. As sete sentenças da reza, relacionam-se com os sete dias da semana. Cada dia meditamos na sentença apropriada para tomar controle sobre aquele período de 24 horas. Domingo se conecta à primeira sentença e o shabat está ligado à última sentença. Cada mês do ano tem um corpo celeste e cada corpo tem um verso correspondente na reza Ana Becoach. Sendo assim, meditamos sobre o respectivo planeta e as letras hebraicas que criaram tanto o planeta como o signo do Zodíaco. Avraham o Patriarca, revelou os segredos astrológicos das letras hebraicas e dos signos do Zodíaco em seu tratado ca

MIRANTE AZRIELI EM TEL AVIV