Pular para o conteúdo principal

As cavernas de Beit Gruvin ao sul de Israel - Muuuito legallll!!!!!

A terra das muitas cavernas

As diversas cavernas de Beit Guvrin-Maresha, o mais novo Patrimônio Mundial da UNESCO de Israel, são muito legais e interessantes de conhecer.

Não fui a todas, mas entrei em algumas e fiquei inebriada com o que vi.

Beit Gruvin fica entre Beit Shemesh e Kiryat Gat, ao sul de Israel.

É um passeio que vale a pena fazer até mesmo com crianças, pois lá tem muito espaço para fazer pic nic ou um churrasco.

Recomendo ir com um sapato leve, bom prá caminhar.

Este parque nacional tem 1250 acres.

A principal atração são as cavernas de giz feitas pelo homem.

Ao longo de 2000 anos, as pessoas usavam essas cavernas como pedreiras, estábulos, celeiros, armazéns, cisternas de água, espaços de trabalho para prensagem de uvas e azeitonas, casas de culto, pombais, esconderijos e cemitérios.

É muito interessante ver tudo e sentir de perto como poderia ser a vida das pessoas naquela época naquele lugar.

Dentro das cavernas a temperatura obviamente fica mais baixa.

Ao longo delas vi hieróglifos, desenhos nas paredes e ao longo do parque pedaços de ruínas de outras cavernas.

Inscrições em árabe a partir do período pré islâmico e cruzes inscritas da época bizantina decoram as paredes de algumas cavernas.

Em 1988 a 2002 o governo israelense decidiu investir num projeto maciço para restaurar este local, empregando muitos imigrantes recém chegados da Rússia para escavar e limpar as cavernas, construir trilhas, sinalização, banheiros, áreas para pic nic, estacionamentos, restaurante e um centro de visitantes.

As cavernas variam de tamanho e algumas ainda são habitadas por muitos pombos. Antigamente eles criavam pombos para comerem sua carne, seus ovos e usarem seu esterco, assim como eram usados como ofertas de sacrifício.

Eu não visitei todas as cavernas e ainda pretendo voltar lá, mas valeu muito a pena ter feito mais esse passeio.

Ainda tem muito que descobrir nessa terra maravilhosa. 
Aos poucos iremos viajando juntos...

Super recomendo para quem gosta de viajar pelo tempo e pela história da humanidade.



































 






























































































Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

SEGULOT... VOCÊ ACREDITA??? O QUE É ISSO???

Segulot Nesta época do ano (período próximo do ano novo judaico) e em todas as luas cheias as pessoas costumam enviar correntes de Segulot por mensagens. Mas o que seria isso exatamente? Etimologicamente segulot significa tesouro e é nesse sentido que é usada na Torá, quando se refere ao povo de Israel, como Am Segula.... povo escolhido. Popularmente entende-se segulot como palavras ou atos que tenham por finalidade contribuir de alguma forma para remediar ou curar o corpo ou a alma da pessoa.  É uma espécie de Tefilá (oração) que expressa concretamente , com base em desejos de fé (emuná) e confiança de que um indivíduo fortalece sua conexão com Deus. Em hebraico , a palavra Segulot, significa remédio espiritual. São apenas 28 palavras que têm um força poderosa de cura, limpeza e proteção.  É como se fosse um mantra ou uma oração falada que age como uma ferramenta mística do espírito. "Deus, nosso Divino Pai e Criador, por favor,  ande pela minha casa

ANA BECOACH... JÁ OUVIU FALAR?

ANA BEKOACH... JÁ OUVIU FALAR? Ana Bekoach é uma prece que segundo os cabalistas, das mais poderosas que tem. Ela possui uma sequência de letras hebraicas que circundam os reais poderes da criação. Ana Bekoah (lê-se ANA BEKOAH, com um “E” breve, um “O” fechado e um “H” como se fosse um r) É construída partir de 42 letras que fazem a conexão com o nome de DEUS. As sete sentenças da reza, relacionam-se com os sete dias da semana. Cada dia meditamos na sentença apropriada para tomar controle sobre aquele período de 24 horas. Domingo se conecta à primeira sentença e o shabat está ligado à última sentença. Cada mês do ano tem um corpo celeste e cada corpo tem um verso correspondente na reza Ana Becoach. Sendo assim, meditamos sobre o respectivo planeta e as letras hebraicas que criaram tanto o planeta como o signo do Zodíaco. Avraham o Patriarca, revelou os segredos astrológicos das letras hebraicas e dos signos do Zodíaco em seu tratado ca

MIRANTE AZRIELI EM TEL AVIV