Sinal verde para a maconha em Israel?


COMO ACONTECE A MACONHA EM ISRAEL?

Embora seja um assunto bastante polêmico entre muitos, achei interessante e resolvi compartilhar.
Você sabia que existe em Israel, dentro do Ministério da Saúde, um departamento especial que cuida da distribuição da Cannabis Medicinal??
Pois é... eu também não sabia disso. 
Muitos em todo país, se beneficiam desta droga, pois ela possui grande eficácia no tratamento de dores e doenças crônicas, pacientes em estado terminal de câncer , tanto para adultos como para crianças também.
Existem diversas formas de distribuírem a Cannabis.
Tem em forma de cigarro, onde vai um técnico com a planta na casa do paciente e explica como deve ser utilizada. Eles até ensinam como fazer o cigarro.
Tem gente que já recebe pacotinhos com 10 cigarros prontos. 
Tem em foma de gotas, emplastros, etc...
Cada caso é um caso.
É muito interessante a abordagem deste assunto. 
Nem todos os profissionais concordam com este método, mas é provado cientificamente que esta planta alivia muitos sintomas de várias doenças.








                            


        

A cannabis é uma substância definida como uma "droga perigosa". 
A cannabis médica não é um remédio, não é registrada como remédio e sua eficácia e segurança quando utilizada para fins médicos, ainda não foi estabelecida.
 No entanto, há evidências de que ela pode  ajudar e muito, os pacientes que sofrem de certas condições médicas aliviando o seu sofrimento. 

De acordo com a Resolução do Governo nº 3609, determinou-se que o Ministério da Saúde deve manter uma "agência governamental" de acordo com as disposições da referida Convenção. 
Para este fim, a Unidade Médica de Cannabis foi estabelecida.
De acordo com a Resolução do Governo nº 1050, foram estabelecidos os princípios para a análise de indícios, a melhoria dos processos de dispensa, a nomeação de "diretores" e a melhoria do acesso do paciente ao serviço. 
A Unidade Médica de Cannabis é responsável por regular o campo da cannabis para uso médico e de pesquisa.
De acordo com uma resolução do Governo de Israel datada de 26 de junho de 2016 (Resolução nº 1587), foi estabelecido um esboço, liderado pelo Ministro da Saúde, Yaakov Litzman, para " medicalização " de produtos de cannabis.
 Por um lado, uma indicação adequada para os pacientes, o acesso aos cuidados e o fornecimento de produtos de cannabis de boa qualidade e, por outro lado, a supervisão adequada de um produto que é definido como uma "droga perigosa".
Os produtos de cannabis que o médico irá prescrever são de um bom nível de qualidade, como o exigido nos medicamentos de forma geral. 
Cada link na cadeia de suprimentos de produtos de cannabis deve cumprir um nível de qualidade muito alto, de acordo com as boas práticas do Ministério da Saúde.
A Unidade Médica de Cannabis, cuida desde o material de reprodução da planta até o "produto de cannabis" finalizado e levado diretamente à farmácia.
Isso permite aos pacientes uma fonte decente de fornecimento de cannabis para uso medicinal, produzido nas mais altas condições de qualidade, garantindo a saúde, bem-estar e segurança do público e impedindo o uso não regulamentado da droga.
A Unidade Médica de Cannabis é o órgão autorizado no Ministério da Saúde para autorizar  pacientes com permissão para uso de cannabis para fins médicos, de acordo com os procedimentos que foram estabelecidos.













Princípios de Operação: como é feito isso?

A Unidade Médica de Cannabis opera de acordo com os seguintes princípios:
·        O cannabis deve ser considerado, na medida do possível, a mesma forma que qualquer outro medicamento, que exige supervisão e regulação, a fim de proteger a saúde pública e o bem-estar, mesmo tendo em conta suas características especiais - sendo uma planta, ao invés de um produto fabricado em laboratório ou fábrica.
·        Tendo em vista o fato da cannabis ser classificada como uma droga perigosa, um acordo relativo ao uso de cannabis medicinal em Israel, deve se aproximar o mais próximo possível dos arranjos que regulam o uso de medicamentos narcóticos.
·        O compromisso do Ministério da Saúde com tudo o que diz respeito ao fornecimento de cannabis não é diferente - nem maior nem menor - do seu compromisso com qualquer outro medicamento que não seja essencial em emergências e não está incluído na cesta de saúde.
·        O Ministério da Saúde deseja remover obstáculos ao fornecimento desta droga para pacientes que possam se beneficiar medicamente e que desejam comprá-la às suas próprias custas.
·        O Estado é responsável e comprometido em proteger o bem-estar público e a saúde, e é encarregado de prevenir o uso deletério e a criminalidade associada a drogas perigosas, incluindo a cannabis.
·        A obrigação do Estado de supervisionar o mercado da cannabis através das várias organizações governamentais (Saúde, Polícia, Alfândega, Agricultura), para conceder licenças quando necessário e para tomar todas as ações necessárias para proteger o bem-estar público e a saúde, ou para evitar o uso proibido e a criminalidade associado à droga.

A Unidade opera em relação às seguintes partes:

·   -Pessoas tratadas ou solicitadas para serem tratadas com cannabis.
·      -Recomendação de médicos:
· "Administradores" - Médicos qualificados para aprovar recomendações para uso de cannabis
·    -Produtores de cannabis, laboratórios autorizados, empresas que transportam e produzem cannabis.
·    - Farmácias que distribuem cannabis.
·     -Fornecedores de cannabis.
·   -Ministérios e órgãos do governo: o Ministério da Agricultura e Desenvolvimento Rural, o Ministério da Segurança Pública, o Ministério da Justiça, o Ministério das Finanças, a Autoridade Tributária de Israel - Alfândega, a Polícia de Israel, a Autoridade Antidrogas de Israel.
· -Agências governamentais de contrapartida em países signatários da Convenção sobre Entorpecentes 1961.
·    -Consultores profissionais.
·   -Organizações e associações: a Associação Médica Israelense, a Associação de Farmacêuticos, associações médicas profissionais (em campos relevantes para indicações), associações públicas e mais.

Comitês que operam na Unidade Médica de Cannabis e seus objetivos:

·        Comitê Diretor Interministerial-
     Monitora e coordena o assunto, constituindo um "Conselho de Administração" para recomendar estratégias operacionais. 
·       O Comitê inclui representantes dos seguintes ministérios e órgãos: o Ministério da Saúde, o Ministério das Finanças, o Ministério da Justiça, o Ministério da Segurança Pública, o Ministério da Agricultura, a Polícia de Israel, a Autoridade Tributária de Israel - Alfândega, Israel Anti Autoridade de drogas.
· Comitê de Indicações: ampliando / reduzindo o leque de indicações, recomendações clínicas, consideração de regras éticas e fármaco-legais.
· Comitê de Apelações / Exceções: tratamento urgente, uso compassivo, recursos contra decisões.
· Comitê crescente: questões de crescimento, distinção entre variedades, qualidade, pragas.
· Comitê de Segurança: padrões de segurança para o crescimento, para produtores / trabalhadores, transporte, produção, fornecimento, registro.
·  Comitê de P & D: (Medicina, academia, agricultura) Avanço da pesquisa, avaliação de padrões profissionais, conferência internacional.

Sinal verde para o uso da maconha em Israel

 O governo de Israel votou em março deste ano a favor da descriminalização da maconha para o uso recreativo, juntando-se a alguns estados norte-americanos e países europeus que adotaram abordagem similar.
"Se por um lado, estamos nos abrindo para o futuro, por outro, entendemos os perigos e tentaremos equilibrá-los" - disse o primeiro-ministro Benjamin Netanyahu em observações públicas feitas em uma reunião de gabinete.
De acordo com a nova política, que deve ser ratificada pelo Parlamento, pessoas que forem pegas fumando maconha serão multadas, em vez de presas e processadas. Procedimentos criminais serão lançados apenas contra aqueles que forem pegos usando a droga repetidamente.
Vender e plantar maconha continuarão sendo crimes em Israel. 
E  o que você acha disso? 
Se ela faz bem a tanta gente com problemas, por que não aceitar e pronto?


RECENTE

AEROPORTO BEN GURION

Chegadas e partidas no aeroporto mais cobiçado do mundo... Aeroporto Internacional Ben Gurion. Um amálgama de emoções, ansiedades, trist...

Viaje pelas postagens...