Cairo, Jordânia, Israel... Primeira parte

E a aventura começou...
Depois de ouvir várias opiniões contra a minha viagem, pessoas com receio de eu estar indo a um terreno hostil, estava eu embarcando para o Cairo a partir de Tel Aviv.
Cheguei no aeroporto de Istambul e lá fiquei perambulando por quase 4 horas. Ao chegar na aduana do aeroporto , fizeram a checagem de cada pessoa.
Levei meu note numa bolsa de mão, um mini gravador e meus documentos.
Após a revista de costume, pediram que eu passasse minhas coisas, novamente pelo Raio X. Ufa!!!
Nada aconteceu. Apenas medidas de segurança, pois claro, lá aconteceram vários ataques terroristas e eles tem que se precaver. Certíssimos!!!Praxe de todos os aeroportos.
E lá fui eu fazer hora, passear, conhecer e claro, observar muito!!!
Um lugar enorme, com uma diversidade de seres humanos de todo o mundo.



Traços físicos, vestimentas, línguas diferentes, um amálgama de 
cultura simplesmente inebriante.A ordem era que eu teria que encontrar pessoas do grupo com o qual iria viajar... Latinos americanos vindos da Argentina, México, Colômbia, Uruguai, Costa Rica, São Salvador e Brasil.
Após umas três horas de caminhada, fui ao portão de embarque, onde calculei que o grupo lá estaria.
Portão 225 e nada de latinos.
Foi aí que a cobra fumou, pois tinha somente muçulmanos, mulheres de burca, mulheres com a cabeça coberta, homens de túnicas longas, figuras características do mundo árabe muçulmano. Me senti um peixe fora d'agua, mas fiquei na espreita prá ver se alguém com cara de latino aparecia. Afinal, eu teria que embarcar com toda aquela gente no avião.
Me deu um certo friozinho na barriga, mas encarei de frente, pois nada havia para fazer, além de esperar e torcer para que alguma alma latina aparecesse.
Depois de uns 40 minutos olhando para todos os lados, uma senhora chegou e apresentou seu passaporte num balcão que havia por lá.
O funcionário do aeroporto falou alto... Colômbia!!!
Foi aí que me deu um alívio imenso. Imediatamente abordei a senhora e ela me disse que fazia parte do nosso grupo de agentes de viagem.
Uns 10 minutos depois foi chegando mais gente e finalmente embarcamos.
Avião lotado de árabes. Muitos, muitos e muitos!!!
E lá estava eu indo para o Cairo.
Por sorte, a viagem foi curta. Mais ou menos uma hora e meia de percurso.
Ao chegarmos no aeroporto do Cairo, já haviam dois rapazes muçulmanos nos esperando.
Passamos pelos trâmites da aduana e saímos do aeroporto.
Fui apenas com meu passaporte brasileiro à mostra. O israelense eu escondi e fui apenas com dólares, sem cartão de banco algum, tamanho era o receio que estava.
Tudo deu muito certo. A nossa parceira do Cairo também é muito capaz e organizada e graças a Deus estávamos dentro do ônibus a caminho do Hotel. Sim, pois já eram 22 horas.
Do aeroporto ao Hotel, percorremos uns 30 km  e apesar da noite escura, pudemos já sentir um pouco do local.
 No Cairo a noite é muito movimentada e bagunçada. Nada de sinais de trânsito e muitos carros e altas buzinadas o tempo todo. Muita gente nas ruas, loja abertas e bastante confusão no tráfego.
Chegamos todos muito cansados e cada um recebeu sua chave de suas acomodações e em seguida fomos jantar.
Após isso, uma merecida noite de sono, pois logo mais começaria nossa maravilhosa maratona.
Um hotel muito bom, limpo e confortável e os funcionários muito cordiais.
Eles adoram os latinos. Somos muito animados e sorridentes.
E yalla... Lá vamos nós para as pirâmides do Egito.

Até o próximo capítulo dessa viagem incrível!!!


SAINDO DE TEL AVIV











AEROPORTO DE ISTAMBUL 
E A CIDADE VISTA DE CIMA












































RECENTE

FABRICA DE VELAS EM SFAT MARAL

Viaje pelas postagens...