Peregrinos e a paixão por Israel

O que é uma peregrinação?


Do  latim,  per agros, isto é, pelos campos, é uma jornada realizada por um devoto de uma dada religião a um lugar considerado sagrado por essa mesma religião.
O termo "Peregrino" aparece em nossa língua na primeira metade do século XIII,  para denominar os cristãos que viajavam a  Roma ou à  Terra Santa  para visitar os lugares sagrados, às vezes como castigo auto-imposto com o objetivo de pagar determinados pecados e outras vezes para cumprir penas canônicas.
Desses peregrinos surgiria mais tarde a idéia das  Cruzadas,  enviadas para "reconquistar" os lugares que os cristãos consideravam sagrados e que estavam em poder de povos de outras religiões.
O ato de peregrinar e as peregrinações ocorrem desde os tempos mais remotos, mesmo nos chamados tempos primitivos em que predominavam os costumes ou ritos pagãos.
Para peregrinar há que ter em conta que não se trata apenas do ato de caminhar (no caso da peregrinação a pé) ou executar um trajeto com um determinado número de quilômetros. Para peregrinar  é  preciso motivação, ter um propósito  por algo ou para algo, seja espiritual ou não.
A peregrinação tem, assim, um sentido e um valor acrescentado que é necessário descobrir a cada pessoa que a executa.
As primeiras peregrinações do cristianismo, datam do início do século IV , e tinham por destino a  Terra Santa.
As peregrinações também começaram a desenvolver-se em locais onde estavam enterrados santos, apóstolos, mártires  ou ainda em locais onde se diz ter aparecido a  Santíssima Virgem Maria.
 Essas viagens religiosas vêm crescendo potencialmente no mundo cristão e evangélico. Para eles é de suma importância conhecer Israel nas Escrituras Sagradas.

Origens Bíblicas

Peregrinar para os cristãos é uma missão que teve origem no antigo testamento.

Uma missão

A peregrinação na Terra Santa é uma atualização permanente da Palavra do Senhor.
Cada pessoa tem uma missão ao peregrinar à Terra prometida. Pastores recebem a missão de levar sua igreja e pregar nos locais sagrados. Cristãos buscam encontrar plenitude na Jerusalém Celestial.

Locais de peregrinação

Jerusalém é o principal destino, mas cidades como Belém, onde Jesus nasceu, Nazaré, onde passou a infância, conforme os registros de Lucas e Mateus, também são importantes para quem percorre os caminhos de Cristo.
Lugares como Nazaré, Cafarnaum, Belém, Monte das Oliveiras, Cenáculo, Getsêmani, Via-Sacra, Calvário, Túmulo vazio e tantos outros foram santificados pela presença do divino e seus apóstolos e consagrados pelas orações, sacrifícios e pelas inúmeras experiências de tantos homens e mulheres que, desde então, até os dias de hoje, movidos pela fé, buscam tocar as pegadas de Cristo com seus próprios pés e viver uma experiência de transformação. 
Peregrinar na terra santa de Israel realmente é viver e conhecer mais de Deus.
O que traz as pessoas a Israel? Como acontece?




A peregrinação em grupo é algo que facilitou a realização do sonho de muita gente.
Viagens nesse formato barateiam as passagens e tem um fim realmente espiritual, que é o de pregar ou ouvir a Palavra nos destinos, e não apenas conhecê-los culturalmente.
Existem, inclusive, operadoras de turismo especializadas em formar caravanas a partir do interesse dos pastores e dar todo o apoio nesse importante passo para a realização de um sonho ou de uma missão.
“Ser peregrino é uma das formas de aprender com os exemplos bíblicos, com o povo que vive nos lugares percorridos e acima de tudo crescer com as experiências vividas e sentidas em cada lugar visitado.”



O que estimula os peregrinos a virem com tanto fervor?

Como é o caminho para conseguirem isso todos os anos?

Conversei com duas pessoas evangélicas sobre isso e por este motivo resolvi fazer esta matéria, para mostrar a todos que quando queremos algo, é possível fazer acontecer.
Tudo começa num sonho. Vir para Israel.
Este sonho gera vontade e a vontade gera dinheiro.
Eles partem do princípio que Deus sempre quer fazer a sua parte e nós temos que fazer a nossa.
E a partir de então, começa o planejamento para a realização de um sonho.

Tudo começa um ano antes...

Pensar no tipo de trabalho que vai fazer a parte do que já faz, para ganhar um extra e juntar dinheiro para pagar os custos desse sonho.
Foco na viagem é a primeira regra.
Entender que Israel é o local onde se carregam as baterias de energia da alma e isso funciona como um alimento espiritual para o ano todo.
São então 365 dias para realizar o grande sonho.
Cada um cria os próprios meios para conseguir o dinheiro extra.
Aí nesse momento vem a criatividade diante da vontade de realizar esse desejo.
Muitos fazem comidas de vários tipos para vender , como feijoada, doces, jantares...
Outros fazem ou conseguem bijouterias ou jóias  para vender, panos de prato pintados, maquiagem, promoção de estética facial, etc...
Há os que organizam jantares e cobram um valor estipulado e sorteiam uma passagem entre todos os participantes.
Uma das moças que é pastora de sua igreja, fez sombrancelhas de porta em porta, onde mora, por um preço especial e com isso conseguiu juntar o valor da viagem.
E assim muitos outros fizeram , cada um à sua maneira.
Vale tudo para conseguir um dinheirinho extra.
Quando se quer muito alguma coisa, temos que correr atrás, ir à luta até conseguir.
É nisso que eles acreditam.
Para essas pessoas muito simples, além do sonho de conhecer Israel, fazer a peregrinação, é também uma realização poder se hospedar num bom hotel e usufruir de muitas mordomias, andar em ônibus de luxo, ter um guia à disposição explicando toda a História em detalhes, etc...
Por isso e por muito mais, vale a pena qualquer sacrifício para chegar em Israel.
Eles normalmente calculam trazer em mãos um valor equivalente a 500 dólares e vem preparados para fazer essa quantia render até o final da viagem.
Então, para economizarem, durante o café da manhã dos hotéis, muitos levam potes plásticos e enchem de comidas para o resto do dia, economizando no almoço e no lanche.
Tudo é válido, pois as pessoas sentem-se tomadas pela fé.
Para eles e para muitos, Israel mexe com as emoções. Eles acreditam em milagres.
Acreditam que Israel tira o melhor e o pior das pessoas, que aqui as pessoas se transformam, diante de tanta carga de história e energias fortes que estão no ar.
Sentem que aqui a conexão com Deus é muito mais forte que em qualquer outro lugar. E assim, ao irem embora essa sensação permanece por meses e junto o estímulo de retornar no ano seguinte.
Para eles Jerusalém tem um cheiro diferente, o  céu  de Israel tem um brilho especial.
E por essa forte sensação muitos vem para cá todos os anos, cada um da sua forma e por seus motivos pessoais, mas todos por um único objetivo, vir e usufruir dessa magia que é a Terra de Israel.
Ninguém sai daqui com a mesma cabeça. Todos mudam...Isso é fato.
Dizem que tem também a tal Síndrome de Jerusalém...
Alguns chegam a achar que "são" Jesus e querem sair de joelhos na Via Dolorosa.
Pasme, mas já tem até gente alugando cruzes para esses fiéis.

Enfim ... tudo vale a pena para viver este sonho tão esperado.
E assim...todos os anos, gente do mundo inteiro passa por aqui, tornando o país cada vez mais rico de histórias e fatos emocionantes e pitorescos.






RECENTE

FABRICA DE VELAS EM SFAT MARAL

Viaje pelas postagens...