Cachorros em Israel!!!

by - outubro 04, 2016

Tel Aviv é a terra dos cachorros...

Sushi cão, Sessões de cinema para cães, maratonas de cães e agora até mesmo um festival de cão ...

Um caso de amor de Tel Aviv com  seus cãezinhos...amor  que  cresce o tempo todo.


Em Tel Aviv, há dois pontos especiais na orla que resolvem o problema de quem tem cachorro.
 São as “praias de cachorros", localizadas ao sul, Yafo, e ao norte, no Porto de Tel Aviv. 
Nestas áreas, os “nossos melhores amigos” correm, brincam, nadam e se divertem entre eles.
A Prefeitura Municipal autorizou  oficialmente faixas de areia aos cães em 2008.
Antes, pessoas levavam para locais impróprios, mas estavam sujeitos a multas de até 500 Shekalim (em média, 500 Reais).
Na verdade, a punição monetária ainda existe.
Durante a alta temporada, os fiscais trabalham muito. No inverno, não cuidam tanto assim.
Quem vai às praias de cachorros, sabe o que vai encontrar.
Os outros banhistas, nas suas partes, estão salvaguardados  pela lei.
Acho importante ressaltar o contato cordial entre os donos.
 A preocupação com quem tem um animal pequeno, brincando com maiores... assim como crianças no parquinho, entre os cães, podem acontecer brigas, discussões.
As preocupações “paternais” transformam-se em diplomacia, trocas de sinais cordiais entre os humanos.
Frequentam o local também admiradores de animais que, por vários motivos, não tem um filhote de quatro patas.
O exemplo da praia se estende a outros lugares.



Com focinheira, o cachorro pode entrar em transportes públicos como ônibus, municipais e intermunicipais e trem também. Conforme o tamanho,  ele paga passagem. Dependendo do taxista, viaja também.


Vários bares e restaurantes também  permitem o acesso e ainda fornecem potinhos com água.
Cachorros também podem acompanhar os donos em alguns cinemas de Israel.
Os cães são muito amados em todo país. 
Há 25.000 cães registrados em Tel Aviv. Tem  um cão para cada 17 moradores da cidade. É a maior proporção per capita de cães para pessoas no mundo.
"Tel Aviv é muito acessível e  plana . As pessoas andam por toda parte e passeiam muito tempo ao ar livre. Isso facilita ter um cãozinho junto nas caminhadas e atividades ao ar livre."
Para quem caminha pelas ruas de Tel Aviv, é visível que os cães são uma grande parte da cidade.
Há 70 parques onde os cães podem andar  sem coleira em Tel Aviv-Yafo. Existe  1,3 parques  para cada quilômetro quadrado. 
Os cães têm praias designadas onde eles podem andar livremente, quase todos os restaurantes tem uma tigela de água exterior para  os cachorrinhos se refrescarem  e alguns  shopping centers têm  máquinas de venda automática de comidas para cães.
O município prioriza o bem-estar do cachorrinho com um abrigo que não mata, um serviço 24 horas /7 dias por semana, de veterinário para animais de rua  e uma patrulha de animais da cidade que verifica as reclamações em relação ao abuso animal.
A cidade também tem  um projeto único permitindo que os amantes dos animais adotem cães abandonados.
No próximo ano, a cidade vai emitir digidog, um cartão digital que irá alertar os moradores que  possuem cães para atividades para o  cão na cidade  e  lembrá-los sobre vacinação anual de raiva e oferecer descontos em lojas de animais.
Agora a Prefeitura está trabalhando duro na preparação de  Tel Aviv-Yafo a ser conhecida como a cidade mais amigável do cão do mundo.
Muitos imigrantes moram sozinhos e ter um bichinho é uma opção para atenuar a solidão.
Muitas amizades acabam florescendo em função das pessoas terem seus bichinhos. Muitos estudos demonstram que as pessoas se aproximam mais se elas tem um cãozinho por perto.
O amor incondicional por um bichinho traz grandes benefícios para muita gente.
Muitos moradores tem  até mais do que um cachorrinho.
 Uma vez por ano acontece o dia de cão em  Tel Aviv. A movimentação é em média de 3000 cães e seus donos.
Existe um mercado grande e crescente dentro desse seguimento, entre padarias de cão, designers de moda de cão, feiras de adoção, e desenvolvedores de tecnologia de estimação.
Aqui os bichinhos são tratados com respeito!!!

E para viajar com eles? Como funciona?

Israel possui regras medianas, se seu animal for viajar desacompanhado (como carga viva) ou for mais de um bicho de estimação, o país pede uma quarentena de 8 dias. No entanto no caso de até dois animais, acompanhados pelo dono, não há quarentena.
Israel exige implantação de microchip, vacinação em dia, teste titulação de anticorpos da raiva, atestado de saúde emitido por um veterinário, o czi (certificado zoossanitário internacional) emitido pelo ministério da agricultura e uma declaração de que o proprietário está com ele a mais de 90 dias.
Eles também exigem que a última vacina anti-rábica tenha sido dada 30 dias antes da viagem. Por esse motivo, seu animal precisa ter no mínimo 4 meses para poder viajar.
 E mais essa...
O país já proíbe desde 2007 a pesquisa de cosméticos e produtos de limpeza feita em animais, o que o aproxima dos países da União Europeia que também proíbem a venda destes artigos.
O Parlamento europeu promulgou o veto em março de 2004.
Entretanto, a proibição de Israel visa especificamente produtos cuja finalidade não é sanitária e excetua produtos cuja experimentação animal começou antes de 2010.

A lei dá também aos importadores um ano para continuarem a vender estes produtos caso seja declarado que o fabricante não encontrou outra solução e o Ministério da Saúde valide a solicitação. Está estipulado ainda que o período de transição pode ser estendido até 2016.
A justificativa da lei atesta que os testes realizados em animais no curso do desenvolvimento de um cosmético implica grande sofrimento a eles, já que os procedimentos são feitos sem anestésicos.
Você sabia????
Em tempos longínquos, era até aceitável que cavalos e burros fossem utilizados como meio de transporte.
 O problema, na verdade, é a forma como eles são tratados, que no geral não é nada agradável e levam a inúmeros problemas físicos, mentais e emocionais.
Saindo na frente, Israel se torna o primeiro país a proibir carroças e carruagens com tração animal.  
Os bichos frequentemente são alvos de maus tratos e aparentemente o assunto não costuma incomodar ninguém, com exceção dos defensores da causa. Sem água, sem comida, sem sombra entre horas e mais horas de andanças sob um sol de rachar, arrastando cargas pesadas, com cabresto e até levando chicotadas para seguirem o rumo.
Burros, mulas, cavalos e jegues têm, antes de mais nada, sentimentos e necessidades. A medida israelense vem em boa hora para, quem sabe, inspirar outros tantos países a fazerem o mesmo.
A lei, já em vigor, foi conquistada depois da ONG Hakol Chai documentar as crueldades e, junto com a polícia e o Ministério de Transportes, conseguir a aprovação das autoridades responsáveis.

No entanto, ainda há uma luta pela frente: a cidade de Nahariya recorreu a Comissão de Assuntos Econômicos, pedindo que a medida não fosse aplicada para fins turísticos. Os responsáveis conseguiram e, por isso, essa é a exceção. Enquanto isso, vamos esperar que a decisão de proibir seja prolongada a fins turísticos e sirva de exemplo para o resto do mundo.
Vamos cuidar dos nossos bichinhos!!!! Israel tem muitos e muitos gatos pelas ruas. Muita gente alimenta eles e cuida.

Como acontece em Israel????

Sem sombra de dúvida o cachorro é o animal de estimação mais popular de Israel e é também o que enfrenta leis mais rigorosas. O cachorro é o único animal que possui registro na prefeitura e o único que obrigatoriamente precisa tomar vacina anti-rábica.
 Sem falar que se seu cachorro morder ou machucar alguém as multas são pesadíssimas, além do que o dono precisa arcar com todas as despesas da pessoa cujo seu cão feriu até que ela se recupere.

Quem faz o registro do cachorro não é o dono, mas sim o veterinário no momento em que o cão recebe a primeira dose de vacina anti-rábica ele recebe um registro. 

Também é recomendado o uso de focinheiras em qualquer cachorro, independente do tamanho (é verdade que isso nem sempre é respeitado!) e há sim raças proibidas de serem criadas e comercializadas em Israel, são elas, Pit Bull e Bull Terrier em todas as suas variações, Tosa Inu, Dogo Argentino, Fila Brasileiro e Rottweiler. 
Os cães destas raças que ainda existem em Israel são todos castrados e não podem mais ser importados, a previsão é de que em mais alguns anos eles deixem de existir no país. 

Com relação a gatos as leis não são tão severas, o que faz com que gatos acabem sendo animais mais abandonados do que cães. 

É muito difícil ver um cão abandonado perambulando pelas ruas em Israel, não estou dizendo que seja impossível, mas em regra eles são recolhidos em no máximo 3 dias. 
Já os gatos, como não são um problema, lamentavelmente, ficam pelas ruas. De tempos em tempos, geralmente no início do verão e às vezes no início do inverno, as prefeituras passam recolhendo grande parte dos gatos, os que tem problemas de saúde são sacrificados, os que estão saudáveis ou tem boas chances de recuperação são colocados para adoção.
Os centros de adoção são administrados pelas prefeituras, porém, adotar um animal em Israel é algo que infelizmente acaba saindo mais caro que comprar. 

Pet Shops em Israel não vendem gato e cachorro (alguns poucos têm autorização para isso), apenas outros animais como peixes, cobras, lagartos e roedores.
Ao adotar um animal você terá obrigatoriamente custos com veterinários, não só para vacinar, mas porque muitas vezes o animal vem com algum problema, sem falar na castração que é um procedimento cirúrgico que tem um custo alto, sem falar nos cuidados pós-operatório.

 Ao adquirir um animal de raça você paga por ele e ele virá com as duas primeiras doses da vacina, garantia de boa saúde, exames de sangue feito, testado para possíveis alergias, e castrado. 
O respeito por eles é grande e precioso por aqui.





You May Also Like

0 comentários

Follow by Email

JÁ FALEI POR AQUI

[agua- viva ABRIGO ADEGA aeroporto agência de turismo Agentes de Viagem AGRICULTURA ÁGUA AHAVA AJUDA ALEGRIA ALEGRIAS ALERTA ALIÁ ALIMENTAÇÃO aluguel AMOR ANIMAIS ANO NOVO JUDAICO ansiedade ANTIGO Antiguidade AQUECEDORES ÁRABES ARQUEOLOGIA ARQUITETURA ARTE ARTESÃO Árvore da vida ÁRVORES ASSISTÊNCIA ATIVIDADE ATROCIDADES AUDÁCIA AVENTURA avião AVIÕES ÁZIMO BANDEIRA DE ISRAEL BARCO BEDUÍNOS BEER SHEVA BELEZA belezas naturais Bíblia BNEI BRAK bom retiro BOMBAS BORDEU BUNKER CABALA cabanas Cachorros Cairo CALCÁRIO CALOR CAMINHADA CAMPANHA CAMPOS CÂNCER cannabis CANTORIA caravanas CARNAVAL CAVERNA cavernas CEGOS chamsa CHEF CHEIROS CHUVA Cidades israelenses CIÊNCIA cinema CLIMA comemoração COMIDA COMIDAS COMPUTAÇÃO comunistas CONFLITO CONSCIÊNCIA CONSTRUÇÃO CONTRIBUIÇÃO CORAÇÃO CORAGEM CORRENTEZA COSMÉTICOS COSTUMES CRAINÇAS Cratera CREMES CRENÇA CRIANÇA CRIANÇAS CRIATIVIDADE CRISTÃOS CUIDADO CUIDADOS culinária CULTURA CURA CURIOSIDADE CURIOSIDADES Custo de vida DATAS DEFESA DEFICIÊNCIA DESCOBERTA DESCOBERTAS DESENVOLVIMENTO DESERTO DESESPERO DETERMINAÇÃO DEUS devotos DIA DIA DIÁSPORA DISCIPLINA discriminação DISTRAÇÃO diversão DOCES doenças doutorado economia EDUCAÇÃO Egito ELEIÇÕES ELETRICIDADE emergência EMPRÉSTIMO DE EQUIPAMENTOS. EMUNÁ ENERGIA ERETZ ESCULTURA ESCULTURAS. Esfinge ESPAÇO CULTURAL ESPECIARIAS ESPERANÇA ESPÍRITO ESTAÇÃO ESTALAGMITES ESTILO DE VIDA ESTRADA ESTRADAS ESTRESS evangélicos Excursão EXERCITO EXÉRCITO EXODUS EXPLOSÃO EXPLOSÕES EXPOSIÇÃO Falafel FAMÍLIA FANTASIA FEIRA FENÔMENO FÉRIAS FESTAS FESTAS JUDAICAS FLORES FOGUETES FOLCLORE FOOTING FORÇA FORÇA DE DEFESA DE ISRAEL Frutas FRUTOS GALERIA GALILÉIA GARRA GASTRONOMIA GAZA GENTE Golda Meir gourmet gps GRUPO GUERRA Guerra do Yom Kipur Guia turístico HAIFA HAMAS HAMSIM HATZERIM HEBRAICO HELICÓPTERO HESBOLAH HIDROTERAPIA HINO HISTÓRIA histórias Holocausto Holyland HOMENAGEM HORÁRIOS DE VIAGEM HOTEL humanidade Humus idade avançada IDADE MADURA IDF IDOSOS IGREJA INDEPENDÊNCIA INQUISIÇÃO INSTRUMENTOS MUSICAIS INTELIGÊNCIA internet INVASÃO INVENÇÕES IRON DOME IRRIGAÇÃO ISRAEL Israel. segurança ISRAEL. TURISMO JARDINAGEM Jardins jejum JERUSALÉM Jordânia JUDAICA JUDAISMO JUDAÍSMO JUDEU judeus JUSTIÇA KIBUTZ KIBUTZ DAFNA kipá KOTEL LÁGRIMAS LAZER LEMBRANÇA lenços na cabeça LIBERDADE LÍNGUA PORTUGUÊSA LÍNGUAS LITURGIA LOJAS maconha MAGNETISMO MANIFESTAÇÃO Manuscritos mão de Deus mao de Fátima MAQUETES MAR MAR MEDITERRÂNEO MAR MORTO Maral tours MARINA MARINHA MATZÁ medicina MEDITERRÂNEO MEDO medusa MEMÓRIAS MERCADO MERCADO ÁRABE MERCADO DE PULGAS milagres MIMUNA MÍSSEIS MÍSSIL MISTICISMO MODERNO MONTE CARMEL Monte Sinai MORADIA MORAR BEM MORTE MORTES MOSHAV SHA'AR ISHUV Mosteiro MUÇULMANOS MUDANÇA MULHER MULHERES MULTA MUNDO MUNDO MELHOR MURO DAS LAMENTAÇÕES MUSEU MÚSICA NAMAL. PORTO NAMORADOS NAPOLEÃO NATUREZA nazismo nazistas NORTE DE ISRAEL OBRA DE ARTE ODIO ONIBUS Operação Entebbe ORAÇÃO ORQUESTRA ORTODOXOS OSNEI HAMAN PAISAGEM PAIXÃO PALESTINA palestinos palntações PANICO PÃO Papiros Paris PARQUES PÁSCOA PASSEIO PASSEIOS passeios incríveis pastores PÁTRIA PAZ PECUÁRIA PEDESTRE PERIGO perseguição PERSISTÊNCIA pesquisa PESSACH PESSOAS PETRÓLEO PIRÂMIDES PISCINA PLANTAÇÕES PLANTAS POEIRA polêmica POLÍTICA PORTO TEL AVIV PRAGAS PRAIA praia de cachorros PRAZER PRECES PRESENTES PRIMAVERA PRODUÇÃO PRODUTOS PROFETA ELIAS PROJETOS promessa PROTEÇÃO pureza PURIM Qualidade de vida quatro espécies QUEIJO QUIMIOTERAPIA RAKEVET RAMAT GAN REABILITAÇÃO realização reféns REFLEXÃO RELIGIÃO RELIGIOSOS RESERVA NATURAL RESPEITO RESPIRAÇÃO RESTAURANTE RESTAURANTES REUNIÃO REZAS RIACHO RIO RIU FIUME ROMA RUA GOSTOSA RUAS SAL SANTO SEPULCRO saudade SAÚDE SCHUK SECA SEGULOT SEGURANÇA SENSAÇÃO SENTIMENTO SERES HUMANOS SFAT SFED SHABAT SHOPPING Significados SINAGOGA SINGLES SIONISMO SIRENES SOBREVIVENTES SOCIALISMO SOFRIMENTO SOLDADO SOLDADOS SOLDADOS PESSOAS COM NECESSIDADES ESPECIAIS SONHO SORVETERIA SOUVENIRS STARTUP SUBMARINO SUCESSO SUCOT sukot SUPERMERCADOS superstição SUSTENTABILIDADE TACHANÁ TAXI TECNOLOGIA TEL AVIV TELAVIV TEMPEROS TEMPÊROS TERRA SANTA TERRORISMO thc TORA TORÁ TORTURA TRABALHO EM ISRAEL TRACKERS TRADIÇÃO TRADIÇÕES Tragédia TRÂNSITO TRANSPORTE PÚBLICO tratamento TREINAMENTO TREM TRILHA tristeza TRISTEZAS TÚNEIS TURISMO turistas Tutancamon TZAVÁ UNIÃO VELAS VENTO VIAGEM viagens VIDA VIDAS VINHO VIOLÊNCIA VÍTIMAS VOLUNTARIADO VONTADE Yad vashem YAFFO yom kipur