CURIOSIDADES SOBRE ROSH HASHANÁ

                                        Rosh Hashaná
Tishrei é o nome do primeiro mês do calendário hebraico, no qual se comemora o Rosh Hashaná, o Ano Novo judaico. 
Estar em Israel nessa época é uma experiência interessante.... O país entra em festa. Toda a população se prepara para abastecer a casa, limpá-la e planejar o jantar.    
Aqui são dois dias de feriado quando tudo para.
Esta semana  o clima ainda é de férias, quando muita gente viaja ou não trabalha.
Vários setores  voltaram ao normal em suas atividades, mas na próxima terça e quarta feira que será o Iom Kipur (dia do perdão),  tudo literalmente vai parar, pois será um feriado importantíssimo para a comunidade judaica do mundo todo.
Nada de carros nas ruas. Nada de ônibus. Todos exercendo sua fé num só coração.
Lindo de sentir e se ver!!!!!
Descobri algumas curiosidades sobre essa data e resolvi compartilhar com você.

Você sabia que os israelenses consomem 40000 toneladas de mel por ano?
Neste mês agora, eles devoram 20000 toneladas, de acordo com o Ministério da Agricultura.
Pois é... as abelhas precisam coletar néctar de cinco a oito milhões de flores para fazem  um pote de mel!!!!! Uauuu!!!!
Quanto as romãs... nessa época os israelenses devoram cerca de 6000 toneladas dessa fruta. Ao ano o consumo é de 14000 toneladas.
Existem as romãs mais azedinhas e as mais doces, mas ambas possuem uma cor maravilhosa.



Quanto aos peixes....

O Ministério de Agricultura informa que aqui se come em média 1 quilo de peixe por mês , normalmente e neste mês esse número dobra.
No mês de Rosh Hashaná, mês de Tishrei compra-se 800 toneladas de carpa . Em outros meses o consumo é de 250 toneladas.
750 tonelas de tilápia em Tishrei em comparação a 550 toneladas ao longo do ano.
250 toneladas de tainha neste mês em comparação com 170 toneladas ao longo do ano.
Donde se conclui que se come muuuuito nessa época. 
E dá-lhe exercícios físicos depois!!!!
Eu percebo que a comida é um bem importantíssimo aqui. Sempre que vem um feriado as pessoas ficam em polvorosa nos supermercados. Parece que têm medo que falte alguma coisa em suas casas.
Talvez essa sensação aconteça pelo fato de muitos terem passado por tantas guerras e saberem o quanto foi difícil não terem como adquirir comida em certas épocas.

E o shofar????


O shofar, chifre de carneiro, é uma parte importante de Rosh Hashaná. O som que ele produz é como um convite ao arrependimento durante o dia do perdão. 
O  som dele sempre me arrepia. Tem uma energia muito forte.
Para ser considerado kasher para uso, não pode conter qualquer cartilagem.                                                             Em Jerusalém existe um local em que a maioria dos chifres são limpos com maquinaria  especial, mas  alguns acreditam que o melhor método para limpá-lo é enterrá-lo e deixar os bichos rastejantes corroerem o tecido indesejado.
Para manter um shofar limpo e livre de odores fortes, aconselha-se usar água oxigenada e vinagre.                 Uma das maneiras mais fáceis de limpar um shofar é com cascalho (geralmente cascalho de tanque de peixes) e um pano macio.

Rosh Hashana tem muitos nomes...

A Torá refere-se a ele como Yom Hazikaron, o dia de lembrança (para não ser confundido com o Dia da Memória das israelense soldados caídos de Israel e Vítimas do Terrorismo) ou Yom Teruah (o dia do toque do shofar). 
O feriado é também conhecido como o Dia do Juízo, como de acordo com a tradição é em Rosh Hashana que Deus julga  os atos  do ano passado e decide o destino para o próximo ano. Ao profeta Ezequiel é creditado como o primeiro a usar a frase "Rosh Hashana" embora ele não estivesse se referindo a um dia santo, mas sim o início do ano.
Alguns costumes....

É costume de comer maçãs mergulhadas no mel para almejar um ano doce à frente.


As romãs... (Os rabinos dizem que há 613 sementes no fruto, para coincidir com os 613 mandamentos da Torá).

A chalá redonda... Simboliza a natureza cíclica do ano.



As passas... Para se ter um ano novo doce.



Alguns usam cenouras como símbolo do aumento das boas ações e também beterraba simbolizando o afastamento dos inimigos.
Só sei de uma coisa... as comidas são deliciosas e muito engordativas, mas como não é o ano todo, está valendo. 
Aqui em Israel, como a maioria das pessoas vieram de outros países, muitos não tem família e acabamos formando uma segunda família aqui, com amigos e agregados.
É muito comum as pessoas convidarem gente que nem conhece para que não passe esta data sozinha.
Essa confraternização acho especialmente incrível.
Houve o caso de um soldado que estava internado num hospital daqui e não tinha família alguma. Bastou alguém postar no facebook que seu quarto ficou cheio de gente em poucas horas, recebendo atenção e carinho de pessoas que nunca havia visto.
A união, a confraternização, o momento família, a saudade, a nostalgia, a união, o encontro, fazem parte dessa data tão esperada todos os anos.

Com tantas descendências de nosso povo, há diversos costumes  nestas festividades. 
Muitas orações especiais, toque do shofar, alimentos variados, músicas, fazem parte de todo cenário....                 Mas há uma saudação tradicional de forma geral que é Shaná Tová e que significa bom ano, assim como Ketiva Ve Chatima Tovah  que significa...


" Que você seja inscrito e selado para um bom ano" 

Desejo de coração a todos, independente de credo e religião um caminho de saúde, paz , muitas alegrias e serenidade para administrar os obstáculos.

AHá ainda uma vela branca no horizonte

RECENTE

AEROPORTO BEN GURION

Chegadas e partidas no aeroporto mais cobiçado do mundo... Aeroporto Internacional Ben Gurion. Um amálgama de emoções, ansiedades, trist...

Viaje pelas postagens...