AQUI EM ISRAEL O LIXO É UM LUXO!!!!!

É muito comum aqui em Israel você ver gente vasculhando o lixo, pois tudo que não se quer mais, como móveis, utensílios, equipamentos, enfim, qualquer coisa que deixou  de ser importante ou quebrou,  colocam num canto da calçada onde em pouco tempo sempre aparece algum interessado.
Muita gente decorou sua casa com móveis, utilidades domésticas e até roupas, pegos no lixo. E isso não é vergonha para ninguém.
Tem pessoas que fazem disso um negócio, recolhendo com suas caminhonetes o lixo que pode ser reutilizado, reciclado e revendem em outros lugares.
Todos os dias passam pelas ruas, praças e parques, uns carros especiais que funcionam como aspiradores de folhas secas e detritos que caem no chão. Tem também o homem que recolhe os dejetos de cachorros e bichinhos deixados nas ruas. Assim como tem os homens que são os catadores de lixo que caminham muitas distâncias varrendo o chão da cidade.  
A falta de espaço para armazenar lixo é um problema que ocorre em muitas cidades grandes do mundo.
Pensando nisso, uma empresa israelense criou uma estação de aproveitamento do lixo, uma estação de reciclagem.
A Estação Hiriya se tornou a maior do país e atualmente beneficia cerca de 2 milhões de pessoas. A tecnologia é baseada em um conceito muito simples: os materiais são separados com a água de reuso, baseados em suas respectivas densidades. Cada um deles (plástico, papel, tecido, restos orgânicos, etc.) se comporta de maneira diferente quando imerso na água. Dessa forma, eles são todos separados com a gravidade em camadas diferentes.
Os materiais recicláveis, que são coletados em esteiras e tratados separadamente, são vendidos para empresas de reciclagem, enquanto o resto orgânico, que fica flutuando numa piscina, vai para tanques de fermentação e é transformado em adubo. Todo o gás metano gerado nesse processo é transformado em eletricidade, parte dela utilizada na própria estação e o restante vendido para a companhia de energia local.
Além de resíduos domésticos, uma parte da estação é destinada também aos resíduos da construção civil.
Modelo altamente sustentável e pode ser aproveitado em qualquer lugar do mundo.
Até mesmo a água, que é escassa na região, é constantemente reutilizada, implicando em uma demanda muito pequena.
A estação funciona desde 2004, próxima a Tel-Aviv, e recebe diariamente 3 mil toneladas de resíduos sólidos e 1,3 mil toneladas de entulhos da construção civil de 19 cidades diferentes. Um grande exemplo para todo o mundo, que prova que a sustentabilidade pode, sim, ser alcançada com medidas simples e que ela também pode ser rentável.
Nas ruas existem os coletores de lixo separados por tipos de materiais. E pasmem, todos respeitam esta ordem. Cada elemento em seu lixo certo. O latão verde é para o lixo comum e o azul apenas para papel. A gaiola enfeitada é para garrafas plásticas. Gaiolas assim podem ser vistas em todos os quarteirões. Muitas vezes caixas metálicas verdes estão penduradas nas gaiolas para garrafas, e elas são destinadas para pilhas e CD/DVD. A grande caixa metálica cinza é para recolher roupas usadas. Existem as caixas para vidro, plásticos, papéis e latas, assim como para roupas e tecidos.
Em Tel Aviv já são mais de 80 composteiras públicas, onde cada um pode levar os seus restos de frutas, legumes, cascas de ovo, folhas secas, etc. Uma composteira é um grande recipiente onde os restos orgânicos passam por um processo de decomposição, e o produto final é um adubo de ótima qualidade. As composteiras em Tel Aviv se encontram em escolas, jardins públicos e edificios residenciais.  Os edifícios que escolhem comprar uma composteira podem receber da prefeitura de Tel Aviv até  70% dos seus custos.


E é assim que fazemos do lixo um luxo.









Fonte: Hiriya Recycling Park

RECENTE

FABRICA DE VELAS EM SFAT MARAL

Viaje pelas postagens...